publicações

cópia de capa livro

Resenha: 

O Livro/CD “VIOLA CAIPIRA – arranjos instrumentais de músicas tradicionais” apresenta uma coleção de partituras para solo, duo e trio de violas. Com arranjos organizados de forma progressiva e escritos em partitura e tablatura musical, traz os toques dos principais ritmos e gêneros da música caipira como cururu, cateretê, pagode, caipira, e outros, destinando-se a violeiros iniciantes e avançados. Acompanha CD com gravações de todas as músicas, em versões para afinações cebolão em ré e cebolão em mi. Este livro foi contemplado no Prêmio Ney Mesquita da Cooperativa de Música.

 

Resenha: 

“Viola caipira: básico 1”  é um livro didático dirigido a educadores e professores, elaborada a partir das particularidades do ensino coletivo da música e dirigido à viola caipira. Lançado em uma coletânea de 11 livros em 2011, foi encomendado pelo Projeto Guri, maior programa sociocultural do Brasil dá um passo importante na busca contínua pelo ensino musical de qualidade. A partir de 2011, os 1.300 educadores do Interior e Litoral do estado de São Paulo passaram a contar com livros didáticos produzidos exclusivamente para as aulas de música do programa. O Projeto Guri é uma ação do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado da Cultura, que desde 1995 contribui para a formação musical de jovens de 6 a 18 anos, sem custo algum, em mais de 400 municípios em todo o Estado de São Paulo. Pelo Guri, milhares de crianças e adolescentes trilham os primeiros passos no ensino musical e encontram na música, acima de tudo, uma forma de inserção social e de valorização pessoal. É meta prioritária da Secretaria da Cultura democratizar o conhecimento cultural, e o Projeto Guri tem papel fundamental neste trabalho.

 

“A viola caipira de Tião Carreiro” João Paulo Amaral – Dissertação de Mestrado em Música, Universidade Estadual de Campinas, orientação Prof. Dr. José Roberto Zan (2008).

Resumo: 

Esse trabalho é resultado de uma pesquisa sobre a obra musical do músico e compositor Tião Carreiro (José Dias Nunes, 1934-1993). O enfoque principal foi identificar os elementos constitutivos e as características do estilo desse artista como instrumentista de viola, instrumento reconhecido como o símbolo da chamada música caipira. Para tanto, foram analisados musicalmente os dois LPs instrumentais do violeiro gravados em 1976 e 1979. Além disso, foram abordados os aspetos históricos da viola caipira, do segmento instrumental sertanejo e da trajetória do artista no mercado fonográfico. A partir das análises musicais, foi identificado um conjunto de elementos e técnicas utilizados pelo músico para construir seus toques e solos. A pesquisa também relacionou e caracterizou musicalmente as matrizes e gêneros, caipiras ou não, utilizados pelo violeiro na gravação desses dois discos. Entre eles, destaca-se o pagode de viola, gênero criado no final dos anos cinqüenta a partir da combinação de algumas matrizes musicais e que, por ter se tornado a marca principal do violeiro, foi objeto de uma investigação mais aprofundada.

Download